sexta-feira, 4 de outubro de 2013

MEU CORPO

Meu corpo.
Morada da alma
Palco para sua expressão.
Porta de entrada,
Porta de acesso,
Experimentação.

Meu corpo
Janela para meu dentro,
Instância vista da mente,
Incapaz de mentir
Em suas posturas
-imposturas-
Marcas d’água na pedra.

Meu corpo
Prolongamento do outro
Instrumento de precisão
Para uso certo e ciente.
Para  o outro,
ás vezes,
Objeto de desejo,
Anseio e perdição,

tão somente.

2 comentários:

Vai uma maçã aí?

E nós, as Evas do mundo, como seríamos definidas se a primeira Eva não tivesse oferecido a maçã para Adão? Me recordo também que existem ...