domingo, 25 de julho de 2010

Luz Acesa

A luz acesa no quarto vazio.

Acesa para quem?

Esquecida, quente;

Lembrança, pedaço de um corpo

Dormido.

A rotina da tua presença,

Sempre ausente,

É o que me faz te amar.

A tua doçura escondida

Atrás da carapaça puída

É o que ainda me faz

Te buscar.

São gestos de atenção,

Pequenos presentes,

O abraço na cama

Quando ainda estamos dormentes.

Apesar do cansaço

Não há mais solidão.

E aquela luz acesa

No quarto vazio,

Me lembra que há pouco partiste

Para tua própria rotina:

Labutar, labutar.

Eu fica na minha:

Labutar, filhos, lar.

E assim nós dois,

Em paralelos universos,

Construímos nossa vida juntos,

Com uma pequena luz acesa,

Esquecida, a iluminar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RESENHA SOBRE MEU LIVRO NO BLOG PROSA ENCANTADA

Confiram que resenha linda da minha amiga e escritora Ana Lucia Santana sobre meu livro, em seu blog  http://prosaencantada.blogspot.com.br...